sexta-feira, 14 de maio de 2010

História da Indumentária - Gregos

Gregos

A Grécia esta situada na Península balcânica, e de clima quente. No período de apogeu de sua cultura, teve como centro de sua organização política as Cidades-Estados, a crença politeísta (culta a vários Deuses).
A cultura grega não só está ligada com o valor estético, está também com a filosofia, arte, democracia de conhecimento e de tantas outras referencias de cunho positivo.
As roupas gregas eram bem elaboradas e marcantes. O corte de um retângulo já era o suficiente para criar a peça mais característica de sua indumentária, o quiton. Uma característica muito forte de suas roupas eram os drapeados.
Homens e mulheres usavam a mesma roupa, os homens usavam longos para momentos mais cerimoniais, e curtos para o dia-a-dia, as mulheres eram sempre os longos. O quiton era colocado ao corpo e preso sobre os ombros e abaixo dos braços uma das laterais eram aberta e a outra fechada. Nos ombros prendia-se com broches ou alfinetes, na cintura, amarrados por cinto ou até um cordão.
O tecido mais usado para fazer o quiton era o linho, a lã também servia como base têxtil da peça.
Eles também usavam mantos. Para os homens era o clamide, roupa militar, feito de lã grossa e o Humation, roupa civil, mais usada e dias frios. O feminino era um manto longo, chegando ate os pés.
Ao passar do tempo, a indumentária grega foi se tornando cada vez mais luxuosa.





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário